Cisto no ovário: 6 sinais precoces frequentemente ignorados pelas mulheres.



Muitas mulheres têm conhecimento em primeira mão do que é um cisto ovariano. Esta formação patológica benigna está intimamente associada ao ciclo menstrual, por isso é mais frequentemente observada em mulheres jovens e de meia-idade.
Cuidado: o aparecimento de cistos durante a menopausa é uma causa de alarme. Segundo os ginecologistas, isso pode indicar uma alta probabilidade de desenvolver câncer.
Na maioria dos casos, essa patologia não causa muito desconforto - ela é inofensiva. Um cisto pode até desaparecer em poucos meses e sem necessidade de tratamento.
Geralmente, a presença dessas formações nos ovários não impede o processo de concepção. No entanto, em casos de cistos de tamanho grande ou outras complicações, este mal pode de fato levar à infertilidade.
Além disso, em algumas mulheres os cistos ovarianos podem ser acompanhados por sintomas graves e levam a sérias consequências que nenhuma pessoa jamais deseja ter. Esta é uma condição que deve realmente ser levada em consideração para procurar um médico.

Para proteger sua saúde, você precisa agendar exames ginecológicos regulares e conhecer os sintomas que podem sinalizar um problema potencialmente sério.
6 primeiros sintomas de cistos ovarianos
Na maioria dos casos, eles não são acompanhados por sintomas graves e passam por conta própria. No entanto, um cisto ovariano grande pode apresentar os seguintes sintomas:
- Distúrbios do ciclo menstrual;
- Dor incômoda nos cantos inferiores direito ou esquerdo do abdômen (o que piora com a menstruação);
- Dor ou peso no abdômen;
- Sensações desagradáveis durante a relação sexual;
- Micção frequente;
- Ganho de peso (em alguns casos).
Quando é a hora de procurar um médico?
Procure atendimento médico imediato se tiver os seguintes sintomas:
- Dor abdominal ou pélvica súbita e intensa;
- Febre alta ou vômito;
- Sintomas de choque (pele fria e úmida, respiração rápida, desmaio ou tontura geral).
A dor severa causada por um cisto ovariano pode indicar que se o mesmo se rompeu, danificou o ovário ou a tuba uterina.
Tratar ou não tratar?
Se os cistos não aumentam de tamanho ou causam problemas, a medicação pode não ser necessária. No entanto, o médico pode precisar monitorar o tumor benigno em crescimento, pois há risco de alteração maligna.
Cuidado: um cisto rompido requer atenção médica urgente!
É importante lembrar que todos os procedimentos térmicos (incluindo a exposição excessiva à luz solar) são contraindicados com a presença de neoplasias. Mesmo que um cisto não incomode é necessário um monitoramento regular: peça exames de ultrassonografia quando suspeitar de algo.
Um ginecologista pode sugerir a remoção do cisto mesmo que não seja cancerígeno e não cause problemas. Em tais casos, é melhor ouvir a opinião de um especialista!

Via: Fabiosa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As mulheres que marcam a vida de um homem – Por Pedro Bial.

A triste dor do adeus! Veja 10 famosos que perderam os filhos cedo demais.

Namorar um homem casado vale a pena?